22 de jun de 2010

Nosso Sonhos X Vontade de Deus

“Ouse sonhar. Você nunca irá além dos seus sonhos”. Pr. Marcos Feliciano

"Porque, assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos, mais altos do que os vossos pensamentos." Is 55:9.

Eu não me lembro se já tinha lido ou ouvido essa “pérola” alguma vez, talvez sim, mas só a percebi depois que um irmão da igreja colocou-a como status no Orkut dele. Sinceramente, como é que alguém tem coragem de dizer isso? E, pior, ainda tem gente que aceita? Dio Santo…
A resposta que eu coloquei no Orkut do irmão foi justamente essa aí, que o próprio Deus já tinha dado há uns 2700 anos atrás. Os planos de Deus foram, são e sempre serão maiores do que os nossos sonhos, essa palavrinha tão bonitinha que já está ficando insuportavelzinha nos dias atuias.

O pessoal começou com essa “onda” de sonhos por causa da história de José, mas parece que não se consegue perceber que aquilo não era a vontade de José, e, sim, a vontade de Deus REVELADA através de sonhos a José. José nunca ia pensar em ser rei, porque ele morava numa sociedade patriarcal. Sabia que quando Papai Jacó morresse, irmãozinho Rúbem (ou Judá, que foi o caso) ficaria com a herança toda e ele e seus irmãos iam apenas ficar com presentes, ele não tinha como sonhar com reinado e, muito menos, se preparou isso.

Se formos analisar a história dos grandes homens de Deus, vamos perceber que a maioria dos sonhos jamais se cumpriu. Vejam bem:
Gideão, menor da casa pobre de seu pai, sonhava em ser o líder que livraria Israel da mão dos inumeráveis midianitas?
Sansão, que sabia do chamado que tinha de Deus, sonhava em morrer debaixo de um templo pagão?
Davi, camponês, último filho, pastor de ovelhas que seriam herança de Eliabe, sonhava em ser rei de Israel? Brincadeira, né?
Jeremias, filho de sacerdote, aceito na casa real, por acaso, sonhava em se tornar o inimigo-alvo público nº Um do Reino de Judá?
Baruque, companheiro de Jeremias, sobrinho do camareiro-mor do Rei, por acaso, queria se tornar o inimigo nº Dois?
João, pescador, filho de pescador, sem muita instrução, sonhava em ser o amigo mais íntimo do Salvador do Mundo?
Saulo, fariseu zeloso ao extremo, membro do Sinédrio, perseguidor da igreja, sonhava ser um dos maiores sofredores e um dos maiores líderes da Igreja Primitiva?
(*)

Se formos olhar daí em diante, vamos achar montes de sonhos frustrados que foram substituídos por coisas inimaginavelmente maiores por conta da vontade de Deus, pois Ele, sim, faz tudo o que quer. Que Deus nos ajude a procurarmos e entendermos a sua vontade e deixarmos essa “chateção” pra lá. Porque nenhum de nós pode fazer qualquer coisa se Deus não providenciar fôlego de vida, saúde, inteligência e os meios. E Ele é poderoso para fazer muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos.

Acredite NELE. Só Nele!
(By Paulo Adriano)
(*) o negrito é meu.

Um comentário:

Paulo Adriano Rocha disse...

Meu Deus, tu já colocou? Eu ia pedir pra tu fazer a revisão ortográfica. Rs. Mas agora deixa pra lá. Obrigado pelo espaço aqui e espero que continue orando por mim. Abraços.